Mamma Julia: do Pesadelo na Cozinha à massa fresca

O restaurante apresentado no Pesadelo na Cozinha por Erick Jacquin possui atualmente um cardápio italiano, com massas frescas e opções de pratos do dia.

Estabelecimentos comerciais como restaurantes, bares e similares estão com atendimento presencial permitido até as 21h; com apenas 40% da lotação total.

Preço médio: R$40/pessoa
Estacionamento/Vallet: não possui
Reserva: não aceita
Formas de pagamento: dinheiro, crédito, débito e vouchers refeição
Horário de funcionamento: fechado atualmente
Endereço: Rua Conselheiro Carrão, 478 – Bela Vista

Localizado na região da Bela Vista, no centro de São Paulo, o Mamma Julia era um restaurante self-service que apresentava muitos problemas em relação à comida e ao serviço prestado, cenário que mudou após a inscrição do estabelecimento no Pesadelo na Cozinha.

Restaurante Mamma Julia

Restaurante Mamma Julia
(@mamma_julia/Instagram/Reprodução)

Comandado por Juliana e Álvaro, o restaurante da Rua Conselheiro Carrão, nº 478, passou por grande transformação, desde o ambiente, o atendimento e o novo cardápio.

O que tem no cardápio do Restaurante Mamma Julia?

Cardápio do Restaurante Mamma Julia
(@mamma_julia/Instagram/Reprodução)

O cardápio do Mamma Julia conta agora com antepastos, saladas, massas, sanduíches, sobremesas e pratos do dia; confira a lista completa:

  • Antepastos: caponata de berinjela, sardela, ricota temperada, tomates assados e focaccia
  • Saladas: salada verde, salada mista e salada caprese
  • Massas frescas: espaguete, penne, farfalle, nhoque, ravioli, canelone e rondeli
  • Molhos: tomate basile, quatro queijos, bolonhesa, calabresa, ragu e parisiense
  • Sanduíches: mortadela com queijo, costela desfiada com pimentões assados e pasta de azeitona preta, tomate assado, rúcula, mussarela de búfala e salame
  • Sobremesas: tiramissu na tigela
  • Prato do dia: polpetone com talharim na manteiga (segunda-feira), galeto assado com salsa de manjericão, polenta frita e tomate assado (terça-feira), lasanha à bolonhesa (quarta-feira), bife a parmegiana com arroz e batata rústica (quinta-feira) e peixe do dia grelhado com azeitonas, tomate e manjericão, acompanha purê de batata (sexta-feira)

Mamma Julia quase fechou

Semanas após a reforma, o Mamma Julia, assim como muitos restaurantes que fecharam na pandemia começou a enfrentar a crise. Segundo Álvaro, conhecido como “Cachorrão”: “Quase perdemos tudo, foi um período sofrido. Temos fé e esperança de que, com o programa indo ao ar, as coisas comecem a melhorar”.

Álvaro ainda complementa: “Sem abrir, perdemos muita receita e tivemos que seguir pagando as contas. Para completar, o prédio que alugamos foi vendido e o novo proprietário pediu para entregarmos o espaço. Foi uma longa negociação. Sobrevivemos entregando marmitas em uma obra e, no auge da Covid-19, Juliana e eu compramos ovos, colocamos no carro e, com uma corneta, saímos vendendo de porta em porta para complementar a renda”.

Considerações finais:

Atualmente, o Mamma Julia é um restaurante que dá vontade de entrar, o que não acontecia antes da reforma. O que se percebe em relação ao cardápio é que a equipe ainda vem se adaptando quanto aos preparos, já que antes ele estava longe de ser um restaurante italiano, apesar do nome.

Concluindo, é um restaurante que vale dar uma chance, as porções são fartas, o preço é bom e o ambiente está bastante agradável. Não está entre os melhores italianos de SP, mas com uma maior experiência, existe a oportunidade de se tornar um bom ponto de encontro na região da Bela Vista.

Resumo da avaliação:

Comida: ✩✩✩
Serviço: ✩✩✩✩
Preço: ✩✩✩✩✩
Localização: ✩✩✩✩✩
Vale a pena: ✩✩✩✩

Explore também ↴

Minha história com SP é a mesma contada por muitos brasileiros. Vivi no interior de Minas Gerais por muitos anos até que me mudei para “a cidade grande” para estudar. E aqui estou, desde 2011. Atualmente sou formada em Marketing, e trabalho com criação e revisão de conteúdo para a internet. Uma das principais características da minha vida por aqui sempre foi a curiosidade por conhecer mais da cidade, ir a novos lugares (especialmente para comer). E agora, conto tudo no Mídia Paulistana. Uma frase que me define é: “Uma mineira fazendo poesia sobre os lugares que passa pela cidade de São Paulo.”